Josi Pacheco revela sua Felicidade clandestina no Minha Brisa


Por Josiane Pacheco, 30/05/15, às 12h57

   Em uma Oficina de Contadores de História na Casa da Leitura em Laranjeiras eu fui apresentada à Felicidade clandestina, de Clarice Lispector. Foi uma história contada e me fez viajar nas palavras de Clarice. Uma narradora em primeira pessoa conta sobre uma menina apaixonada por leitura que tem uma “amiguinha” cujo pai é dono de uma livraria.



       
   O conflito começa quando nossa protagonista descobre que a “amiguinha” tem o livro Reinações de Narizinho, de Monteiro Lobato, e quer tomá-lo por empréstimo. Ela enfrenta diversas dificuldades porque a “amiguinha” sempre dá uma desculpa para não emprestar-lhe o livro e nisso passam-se dias...
   A mãe da “amiguinha” percebe que todos os dias a menina vai à sua casa e um belo dia entende o que acontece, chama a atenção da filha, manda que ela vá à estante e pegue o livro (que de lá nunca havia saído). Assim, ao emprestá-lo finalmente à nossa protagonista, a mãe diz : “Pode ficar com ele pelo tempo que quiser”. Nossa amante de livros sai feliz da vida abraçada com ele, que passa a fazer parte da sua vida.
   O interessante é que Clarice nessa obra promove a divulgação de uma outra obra, no caso as Reinações, que, para quem gosta de literatura, é maravilhoso!!

   Os contos da Clarice Lispector sempre me encantaram. Eu, que antes era APAIXONADA por livros, por causa de Felicidade Clandestina, me transformei em AMANTE da leitura.

    O livro homônimo tem outros contos ótimos. Vale a pena conferir!

    É só procurar na seção de literatura da biblioteca Prof. Carlos Alberto Barbosa. 

   Anota aí a localização dele: 821.134.3(81)-34 L771f


Fontes das imagens:




0 comentários:

SLAM da Rua em Nilópolis nesta sexta

Por Brisa Literária, 27/05/15, às 21h26



       Primeira edição de Slam da Rua acontecerá no dia 29 de maio, no Sarau Rua, na praça dos estudantes em Nilópolis, a partir de 20h.


OBJETIVO DO EVENTO? 

Unir a divulgação da poesia, estimular novos poetas a falar seus poemas e provocar alguma ação social na localidade visitada. 

COMO PARTICIPAR?

Os poetas que quiserem participar devem levar no mínimo quatro poemas autorais e podem reservar suas vagas pelo email producao@ciagente.com.br ou no post do evento no Facebook destinado às inscrições.

COMO É UM SLAM? Com poemas autorais participantes brincam em formato de competição com batalhas mano a mano (as duplas são sorteadas na hora). 

QUAIS AS MINHAS CHANCES?
Estão disponíveis 08 vagas para esta edição.
E SE EU GANHAR?
A premiação será em livros de autores da Baixada Fluminense que doaram publicações.
QUANDO VAI TER MAIS?
As edições serão mensais e visitarão os diversos bairros que compõem a Baixada.

IMPORTANTE SABER:

Nesta edição o Slam da Rua estará recolhendo roupas, calçados e agasalhos a serem doados aos moradores de Rua.

O Slam da Rua é coordenado por Letícia Brito, com a colaboração de Guarnier, Victor Escobar, Elizabeth Gomes e Jessica Flor. Ação de fomento da Cia Gente a partir do programa REDES.

Veja mais AQUI.

0 comentários:

Ócio e poesia no fim de semana do Brisa





Por Silas Calixto, 22/05/15, às 13h20

Arte do ócio - Parte I

"O tempo não para !"
A afirmação é clara
e verdadeira.
Não importa
de que maneira
você se porta,
não interessa.
A vida te cobra sem pressa.
Ame, diga e chore.
Me abrace, me olhe e me devore.
Me consuma, me alucine.
Me beije, me ensine a te amar.
A me apaixonar.
Apenas sorrir e te pedir mais um minuto,
pra que se torne absoluto o desejo,
que é claro, é lógico,
vai além do beijo,
é mais que fisiológico.

♪♪ Não adianta fugir, nem mentir pra si mesmo agora, há tanta vida lá fora. Aqui dentro sempre como uma onda no mar ♪♪ (Lulu Santos e Nelson Motta)

FONTES:
http://br.freepik.com/fotos-gratis/feliz-ou-triste_756138.htm


0 comentários:

Mais uma vez e sempre Anne Frank

Por Annanda Araújo, 22/05/15, às 11h39 
Olá, briseiras e briseiros!
   Estarei aqui contando novidades sobre o que anda rolando na literatura, seja nacional ou estrangeira, deixando vocês mais informados e ligados no mundo dos livros.
   Pra minha primeira publicação vou falar sobre uma notícia que deixou de cabelos em pé e superansiosos todos que choraram, torceram e choraram mais um pouquinho com a história de Anne Frank. Foi anunciada mais uma adaptação do tão famoso diário, a primeiríssima alemã!!
   O filme, que começou a ser rodado em Amsterdã, mesma cidade em que a família Frank viveu após deixar Frankfurt, na segunda-feira dia 9 de março, tem previsão de chegar aos cinemas no início do ano que vem e será dirigido por Hans Steinbichler e estrelado por Lea Van Acken. 

   A história de Anne já foi adaptada outras vezes. "The Diary of Anne Frank”, de 1959, com a atriz Mille Perkins interpretando o papel da protagonista ganhou três Oscars. Em 1980, a adaptação baseada nos relatos desumanos que a família Frank passou recebeu várias nomeações aos prêmios Emmy.
  O objetivo da adaptação é trazer todo o conhecimento e toda luta de Anne para o público adolescente e jovem, despertando mais interesse pelo que ela passou sem perder a esperança e a fé. 
   Anne serviu de exemplo de inspiração e de luta para muitas pessoas. Seu diário foi publicado pela primeira vez em 1947 e posteriormente traduzido para mais de 70 línguas em mais de 100 países diferentes. Esta incansável obra se encontra na lista de patrimônio da literatura mundial e documentário da UNESCO. 
   Sua família passou dois anos na clandestinidade em um anexo no prédio onde Otto Frank trabalhava, na rua Prinsengracht, próximo a um dos canais de Amsterdã. A família Frank ficou escondida durante dois anos, até que foram delatados e capturados pela tropa nazista. 
   Infelizmente, Anne Frank não sobreviveu aos horrores dos campos de concentração, falecendo aos 15 anos em 1945, pouco tempo antes da libertação do campo de concentração alemão de Bergen-Belsen, onde tinha sido presa junto com sua mãe e sua irmã, que também faleceram ali. Seu pai, Otto, foi o único sobrevivente da família Frank, deixado para trás sem a esposa, sem as filhas, somente em companhia de um diário com as memórias de sua filha caçula que sonhava em ser jornalista. 

   O diário, apesar de não ter um final feliz, é uma ótima história e vale muito a pena ser lido para que se consiga entender e sentir o que aconteceu pela perspectiva de quem sofreu. 
   Na nossa biblioteca temos um exemplar de bolso de "O Diário de Anne Frank", disponível para empréstimos. Anota aí: 821.112.2-94 F828d 4.ed.​

0 comentários:

Brisas de literatura, música, teatro e muito mais

Por Brisa Literária, 15/05/2015, às 16h11


A FLIST (Festa Literária de Santa Teresa) acontece amanhã e domingo, no Parque das Ruínas, em Santa Teresa, no centro do RJ. Ferreira Gullar e Roger Mello e os 450 anos do Rio são homenageados.


Links da programação detalhada: 



Mais informações AQUI.

Vale conferir!




0 comentários:

Reversos da Língua, últimas vagas!

Por Annie Wallker, 26/05/ 2015, às 14h20


         A Coordenação de Extensão do Campus Nilópolis do IFRJ abre inscrições para os cursos de extensão de 2015. Entre eles, o Reversos da Língua, vinculado ao Projeto Brisa Literária, que se propõe a criar um diálogo entre literatura e várias áreas do conhecimento.  Para se inscrever basta comparecer à COEX, sala 3 no Pátio do IFRJ, ou pelo formulário online. Clique aqui para se inscrever. Mais informações pelo contato da Coordenação: coex.cnil@ifrj.edu.br. Olha quem vai estar nos Reversos da Língua:

CURSO DE EXTENSÃO REVERSOS DA LÍNGUA
QUINTAS-FEIRAS
Junho/Julho 2015
PROFESSOR / PALESTRANTE
TEMAS
11/06
Ismárcia Gonçalves
Mestre em Química Inorgânica
Professora de Química IFRJ Nilópolis
Literatura e Química
18/06
Jorge Luiz Cardozo
Especialista em Literatura Infanto-Juvenil
Poeta e Gestor de Projetos culturais
Literatura e Poesia (Palavra Viva)
25/06
Jorge Luiz Cardozo
Especialista em Literatura Infanto-Juvenil
Poeta e Gestor de Projetos culturais
Literatura e Poesia
(Da Palavra solta ao Soneto)
02/07
Marcelo Lacerda
Mestre em Gestão Tecnológica
Diretor de Ensino IFRJ Nilópolis
Literatura e Carreira Profissional
09/07
Dayenne Miranda
Doutora em Letras
Coordenadora de Extensão IFRJ Nilópolis
Literatura e Cinema
16/07
Suéle Lima
Especialista em Arteterapia em Educação e Saúde
Professora de Artes IFRJ Nilópolis
Literatura e Artes
23/07
Ângela Coutinho
Doutora em Letras
Professora de Língua Portuguesa IFRJ Nilópolis
Literatura e Teatro
30/07
Jefter Paulo
Bacharelando em Produção Cultural IFRJ Nilópolis
Produtor cultural, ator e diretor teatral Cia Nossa Senhora do Teatro
Literatura e Teatro







0 comentários:

Poesia em 5 flashes

Por Thales Delfim, 12/05/15, às 20h35


Flash 1

Frio, vento e chuva
Como manda a "regragem” desta época
Noites frias, manhãs quentes e tardes mornas
Línguas afiadas e ouvidos estridentes
Corações parados e olhos cintilantes
Esperando resposta de uma boca que não fala.
------------------------------------------------------------------------------

Flash 2

Abro a janela, não tem ninguém lá fora
Abro a janela, ninguém conversa
A janela aberta, os pássaros não cantam e nem piam
A janela abriu e o sol se foi, dormiu
Fechou-se a janela, está frio na sala
Peguemos o edredom
Os sentimentos ruíram.
------------------------------------------------------------------------------

Flash 3

Sem querer, me descuidei
Perdi o controle, me encontrei perdido
Achando-me num lugar estranho
Sem saber como voltar

Nada ao meu redor é claro e conhecido
Estou bem longe do meu habitat
Meu local de repouso não está aqui

Onde vim parar?
Onde está a tua luz para me guiar?
Quem quebrou a lanterna?
Como retorno?
------------------------------------------------------------------------------

Flash 4

Já não consigo mensurar essa altura
Ah, já não estranho essa distância
Isso é um alerta

Não consigo olhar para cima, não vejo saída
Estou no buraco mais escuro e distante de tudo
Uso música, luta, café, drogas, remédios, papel, lápis
Nada me afasta disso.
Escrevo, rasuro, apago, rasgo a folha e começo de novo

Ouço a mesma canção e escrevo o mesmo verbo
Ah, estou cansado disso
Durmo pensando, acordo sonhando, vivo esquecendo.
------------------------------------------------------------------------------

Flash 5

Eu faço as perguntas erradas
Converso com quem se cala
Eles que não querem papo
Que o incômodo seja o meu silêncio.



Fonte: http://www.eyesonwalls.com/products/depressed-flash









0 comentários:

Brindando com chá novas brisas



Por Annie Walker, 14/04/15, às 18h30

Ocorreu, na Biblioteca Prof. Carlos Alberto Barbosa, no IFRJ Campus Nilópolis, no dia 25 de março, o 1º Chá Literário produzido pelo Projeto de Extensão Brisa Literária. O evento começou às 10 horas com abertura realizada pelas produtoras Annie Wallker, Meire Nascimento e a coordenadora do projeto prof. Bárbara Santos, conhecidas como Briseiras (referência ao nome do projeto). Elas apresentaram as propostas do projeto e as Bibliotecárias Cássia Santos, coordenadora da Biblioteca Prof. Carlos Alberto Barbosa, Cíntia Paiva e Josiane Pacheco, também responsáveis pelo espaço.

    Após a abertura, deram início à apresentação musical do Coral IF I Sing, constituído por alunos da
Coral IF ISing
graduação e do ensino técnico do IFRJ - Campus Nilópolis. No repertório apresentado, canções como Let go e Carinhoso mostraram a versatilidade musical do grupo regido por Breno Brito. Após apresentação do coral, os participantes tiveram uma sessão-pipoca com a exibição do Filme "Escritores da Liberdade", filme de Richard LaGravenese que narra a história de uma professora idealista que conquista o coração rebelde de jovens alunos com os mais diversos problemas familiares.


Alunos sobem ao palco e animam o evento
na batalha de improviso
          No turno da tarde, a Batalha de versos, apresentada pela Prof. Bárbara, foi a atividade mais esperada da programação. A atividade contou com a presença do produtor cultural Djoser Botelho, um dos idealizadores da Roda Cultural de Botafogo, os Mc's Fernando França e Sandy Monteiro, e o rapper e também produtor cultural Petter de Oliveira, da Agência Tudo Nosso. Além de compartilharem suas diferentes experiências com o rap e a literatura, mediaram uma batalha de improvisos com os alunos.
Viviane Mury, no comando da Roda
de bate-papo
      Com a Prof. Viviane Mury a fantasia ganhou espaço e o mundo dos livros maravilhosos e fantásticos também. Uma roda de bate-papo delineou o caminho do insólito desde os best-sellers Game Of Thrones e Percy Jackson aos brasileiríssimos José J. Veigas e Murilo Rubião. O diálogo proporcionou novas leituras dessas obras e autores, num clima descontraído ao sabor de chás, digamos, diferentes, com gosto de Alice no país das Maravilhas, ou aroma de Harry Potter...

  
Prof. Vitor Bastos lançando seu livro
     No final da tarde, os professores da Licenciatura em Física invadiram o palco e foi vez do lançamento do livro “Experimentos e videoanálise – dinâmica”, do Prof. Vitor L. Bastos de Jesus. Tendo como mestre de cerimônia Alexandre Mendes e a participação do coordenador do curso Almir Santos. Após o lançamento da obra, houve uma sessão de autógrafos com livros que estavam sendo vendidos durante a atividade. 

      Para fechar o evento, o Brisa Literária e os  professores de Física, em parceria, ofereceram um coquetel para os presentes. 
Da esquerda para a direita, o MC Sandy Monteiro, Annie Wallker , Bárbara Santos, Wallace Nunes (diretor do Campus Nilópolis),  Alder Oliva, Djoser Botelho e o MC Fernando França.
Abertura do evento
Rappers apresentam seu trabalho para alunos do IFRJ
Batalha de versos


Reportagem feita pela Assessoria de Comunicação do IFRJ sobre o Chá Literário:



0 comentários:

Comentários